Índia: Treino de Preparação para Catástrofes

Índia: Treino de Preparação para Catástrofes

 

Amrapur, Bhalchel e Virpur, três aldeias na zona costeira no Sul do estado de Gujarat, fizeram parte do projeto comunitário de redução do risco de catástrofes (CBDRR) da Agência Aga Khan para o Habitat da Índia (AKAH Índia) no ano passado. Ao longo do ano, a AKAH Índia realizou Programas de Consciencialização de Catástrofes (DAP), formou Comissões de Catástrofes da Aldeia (VDC) em cada aldeia, treinou uma Equipa de Resposta de Emergência a Comunidades em cada aldeia e conduziu Avaliações de Perigo, Vulnerabilidade e Risco (HVRA) lideradas pela comunidade. Todos juntos resultaram em Planos de Gestão de Catástrofes em Aldeias (VDMP) abrangentes para cada aldeia.

 

Alinawaz Nanjee, líder do CBDRR da AKAH Índia, explica como o processo funcionou. «Abordámos o Panchayat (governo da aldeia) em cada aldeia e, com a sua aprovação, elaborámos um Programa de Consciencialização de Catástrofes para toda a aldeia. Em seguida, em cada aldeia, formámos uma Comissão de Catástrofes da Aldeia,com dez membros, que incluía membros do Panchayat e cidadãos que representavam todas as castas e os principais interessados, nomeadamente idosos, mulheres e jovens. Esta comissão supervisionou as HVRA e selecionou membros para a equipa CERT entre os jovens, homens e mulheres dos dezoito aos quarenta anos, fisicamente aptos, escolhidos entre todas as castas e localizações geográficas da aldeia, dando preferência aos que viviam em zonas mais vulneráveis a catástrofes.»

 

Alinawaz disse que ficou agradavelmente surpreendido com a participação entusiasta dos aldeãos tanto no exercício de levantamento das HVRA como no treino CERT. «No exercício das HVRA em Amrapur, os membros do Panchayat ouviram atentamente a VDC e os cidadãos, criando o mapa de recursos e perigos da aldeia. O mapa pode ser usado para melhor planear desenvolvimentos futuros na aldeia.» Alinawaz observou que numa das reuniões recentes sobre o VDMP em Virpur, os membros das CERT partilharam que tinham contado às famílias acerca de várias medidas de segurança contra incêndios e primeiros socorros que haviam aprendido na formação.

 

«Os incêndios e as mordeduras de cobra são os principais perigos do dia a dia, além dos terramotos e dos ciclones que ocorrem periodicamente», observou Alinawaz. «Por conseguinte, o nosso treino focou-se no reconhecimento e combate a diferentes tipos de incêndios e em medidas de primeiros socorros adequadas a incêndios e mordeduras de cobra. Afastámos muitos mitos acerca das mordeduras de cobra nos nossos programas de treino e consciencialização

 

A equipa do CBDRR realizou outro Programa de Consciencialização de Catástrofes em setembro, desta vez focado nas escolas. «Abordámos escolas do governo nas três aldeias, pois achámos que o facto de alertar as crianças teria também impacto em toda a comunidade», disse Alinawaz. A equipa exibiu filmes animados de consciencialização de catástrofes sobre terramotos e inundações, organizou uma competição de desenho para as crianças em idade escolar sob o tema da gestão de calamidades e ainda efetuou exercícios ShakeOut (terramoto) em todas as escolas. Alinawaz observou: «Os estudantes participaram entusiasticamente e estão a planear organizar uma manifestação em cada aldeia para tornar a comunidade em volta da escola mais consciente da preparação para catástrofes. Ficaram felizes por terem uma atividade que lhes ensinou algo útil à margem do currículo escolar».

 

Os VDMP (Planos de Gestão de Catástrofes em Aldeias) para as três aldeias estão prontos e aguardam a aprovação dos governos locais das aldeias. Com os planos em prática e com as comunidades preparadas para as calamidades, os cidadãos de Amrapur, Bhalchel e Virpur podem sentir-se mais descansados.